Blog de informações sobre hip hop, rap brasileiro e cultura de rua

Posts com tag “pixação

Graffiti: Rafael ‘Se7e’ Barão

“É de menino…” por Carol Patrocinio

Ainda no jardim de infância Rafael Fortuna Barão, 24, se destacava por seus desenhos e ficava entusiasmado em melhorar cada vez mais. Anos depois, Rafael se tornaria Se7e, artista plástico e do graffiti, que começou a carreira, aos sete anos, fazendo pichações pelas ruas do bairro junto de meninos mais velhos. “Nessa época eu já tinha um grupo de pixação chamado DDM – Detonadores de Muros e atuávamos no nosso bairro. Eu era meio que o ‘chaverinho’ da galera, pois todos eram mais velhos do que eu, mas nessa idade eu já dominava a caligrafia das pixações paulistas e isso fez com que fosse aceito por eles!”

Tudo o que está ao redor influência sua arte, tudo o que ele observa, além de outros grafiteiros e artistas, é claro. “Osgemeos têm influenciado muita gente a se tornar grafiteiro, artista ou sei lá. Pra mim, arte não se mede, mas diria que os melhores são aqueles que fazem a cultura evoluir, tipo fazendo eventos, criando novas tendências, mesclando estilos… E disso o Brasil tem aos montes”.

Para acompanhar os desenhos, Rafael de vez em quando leva um mp3 player mas prefere o sons das ruas: “Uma criança entusiasmada com a obra, o elogio de uma senhora, a buzina de uma carro seguida de um sorriso e por ai vai”. Como suas obras dependem de inspiração, é impossível escolher uma hora do dia preferida para desenhar, mas Rafael consegue driblar esse probleminha de vez em quando: “Se quero fazer um trabalho grande, rico em detalhes, prefiro o dia, mas se for pra curtir, protestar ou desestressar um pouco prefiro a noite!”

Rafael é de São Paulo, mas já grafitou em outros lugares. A cidade que mais surpreendeu o artista foi o Rio de Janeiro – “Maior visual, maior paz” -, que rendeu, inclusive, um vídeo em parceria com o fotógrafo e videomaker Guilherme Veiga. Enquanto Rafael mostra a produção de um de seus desenhos, Guilherme captou as imagens e editou com sons de Jay-Z e Beastie Boys. As imagens são de Teresópolis, no Rio de Janeiro.


Mais
Flickr Se7e


Grafitou? O Kassab apaga!

Kassab contra-ataca e a cidade segue cinza – E. Ribas

Construção do mural na 23 de Maio (12/09/09) por Moacyr Lopes

Construção do mural na 23 de Maio (12/09/09) por Moacyr Lopes

Domingo, mais um dia comum na cidade cinza de concreto e aço. Os carros vem e vão por uma das avenidas mais movimentadas de Sampa, a 23 de Maio. No entanto, a paisagem muda de figura quando as duas laterais da via são ocupadas por grafiteiros e pixadores, cobrindo a extensão de quase um quilômetro da calçada. Você pode estar se perguntando: mas o que aquele povo fazia por lá? Um protesto. O alvo? Aquilo que foi chamado de “cinza do Kassab”. Sim, Gilberto Kassab, o prefeito de São Paulo.

Desde o início de seu governo, uma das plataformas políticas do prefeito foi a “Lei Cidade Limpa”, que visava “despoluir” visualmente a capital paulista. Cartazes, outdoors e fachadas de lojas foram retiradas em prol da lei. Até um muro grafitado (de grandes proporções) foi apagado sem qualquer aviso prévio na própria 23. E a arte era de nada mais, nada menos que os conceituados OsGêmeos (os irmãos Gustavo e Otávio Pandolfo), Nina e Nunca.

A atitude pegou mal e a prefeitura resolveu fazer um convite “formal” para que esses artistas pintassem novamente os muros da mesma avenida. Leia mais no postMake it Better?“.

Não contentes com a atenção demasiada de Gilberto Kassab pela arte nos muros da cidade,cerca de 150 pixadores e grafiteiros tomaram a atitude de mostrar que, se assim o povo quiser, a cidade vai ter arte, sim! Como era de se esperar, a polícia foi mandada ao local para intimidar a realização das obras, e acabou detendo pelo menos 9 participantes. No entanto, o próprio delegado que cuidou do caso, Milton Coccaro, entendeu que nenhum dos participantes tinha a intenção de deteriorar o “patrimônio”.

Enquadro da PM na 23 de Maio (Do flickr de Limakita)

Enquadro da PM na 23 de Maio (Do flickr de Limakita)

Já a prefeitura, nesse caso se mostrou tão eficiente em trazer de volta o cinza da cidade que, já no mesmo dia, tratou de iniciar a pintura do muro. Devido a chuva, a Secretaria de Coordenação de Subprefeituras informou que interromperam temporariamente os trabalhos. No entanto, assim que a chuva cessar, deverão retomar.

O prefeito Kassab pretende cadastrar alguns pontos na cidade onde os grafiteiros poderão exibir sua arte. Só que para as eleições de 2010, Kassab terá que ser mais flexível em relação a “Cidade Limpa”, e terá que aceitar as propagandas eleitorais. Isso, pois uma lei municipal não tem poder para se sobrepor às regras do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). No entanto, Kassab diz que aguarda um projeto no Senado que estenderia a lei para o país inteiro. E taca cinza na Geni, ops, em Sampa!

*Com informações da Folha de S. Paulo.

Apaguem os problemas da cidade e não o graffiti”, registro de uma frase do grafite feito por Mundano.