Blog de informações sobre hip hop, rap brasileiro e cultura de rua

Jay-Z leva Fela Kuti à Broadway

Fela Kuti vive! – por E. Ribas

Para quem curte musicais, a Broadway é um prato cheio. Apesar disso, muita gente torce o nariz para o que é produzido em um dos maiores palcos de Nova York e do mundo. Fugindo do comum, a peça “Fela!” vem fazendo barulho desde sua estreia, em novembro de 2009.

Se você associou o nome da peça ao gênio do afrobeat Fela Kuti, então está mais por dentro do assunto do que imagina. Dirigida pelo coreógrafo Bill T. Jones, a peça contrariou as expectativas com seu sucesso off-Broadway e, logo depois, na própria Broadway.

A história fica ainda mais interessante quando se conhece os nomes dos maiores patrocinadores da peça: o produtor é Jay-Z e os co-produtores são Will Smith e Jada Pinkett-Smith. Foram investidos cerca de 11 milhões de dólares no projeto, que teve ampla divulgação também por conta desses nomes envolvidos nos bastidores, ajudando, assim, a abrir as portas da vida de Fela para novos fãs.

A encenação apresenta ao público a vida de Fela Kuti – com 12 dançarinos-percussionistas-cantores no palco, além da presença de integrantes da Antibalas Afrobeat Orchestra, banda norte-americana de afrobeat. “Fela!” marca uma quebra na rotina elitista do cobiçado palco nova-iorquino, acostumado a ver temas mais tradicionais e, nesse caso, nada subversivos. A peça dá voz a um homem africano, à margem da sociedade tradicional, que rompeu barreiras.

Pouco conhecido pelo grande público, Fela Kuti é a pura expressão sonora da Diáspora Africana, além de representar um recorte significativo da história negra, tanto pelo que representou sua música quanto pelo seu engajamento político através da arte. Ainda assim, muitos o conheciam como o James Brown nigeriano, já que seu afrobeat possui referências ao funk dos anos 70.

Isso se deve muito a visita que Fela fez aos Estados Unidos na década de 60, fato que marcou a vida e a obra do artista. Foi nesse momento que ele teve acesso ao movimento Black Panther e toda contracultura que efervescia na América. Essa vivência mudou a visão do músico, que a partir daí expandiu sua arte e mudou sua concepção a respeito de seu papel em relação ao mundo. Essa diferença é facilmente notada na própria música de Fela Kuti.

O reconhecimento de “Fela!” veio nesta quarta-feira (5): a peça é uma das que lidera as indicações para os Tony Awards (11 no total), um dos mais importantes prêmios teatrais da Broadway. Contrariando a máxima das peças “concorrentes”, a dramatização da vida de Fela Kuti não possui nenhum ator famoso no palco, mas sim do outro lado, já que contou com espectadores como Oprah Winfrey, Spike Lee, Ahmir ?uestlove (The Roots) e Jimmy Fallon.

Nascido em 1938, na Nigéria, Fela Anikulapo Ransome Kuti faleceu em 1997 em decorrência de complicações da AIDS. Hoje, mais do que nunca, sua obra vive e tem como vitrine um dos palcos mais famosos e concorridos do mundo.

Fela/Divulgação Fela/Divulgação

Fela/Divulgação Fela/Divulgação Fela/Divulgação

*Com informações da revista BRM.

Anúncios

4 Respostas

  1. Fiquei muito feliz com a notícia e confesso que já esperava esse resultado quando o espetáculo estreou no circuito alternativo. O autor do livro em que se baseia a peça é o professor e grande amigo nosso Carlos Moore, que conviveu com Fela durante muitos anos. Hoje ele reside aqui em Salvador e com certeza deve estar muito feliz com a noticia. Fico espantado que o rap brasileiro que fala tanto em revoluçaõ através da música, conheaç tão pouco sobre Fela. Que bom que os profissionais do PerRaps estão antenados.

    Axé

    maio 6, 2010 às 17:24

  2. Salve, rapaziada!
    Bem bacana o post!
    Permitam-me só uma correção: o Antibalas não acompanhava o Fela, não. É uma banda norte-americana, que vem fazendo afrobeat há alguns anos, bem fiel à receita de Fela.
    Valeu, abraço!
    Ramiro

    maio 7, 2010 às 19:39

  3. Suely

    Ae Ribas! Adorei essa notícia.
    Gosto muito de Fela Kuti e seus derivados, assim como Sean Kuti que é o que mais se aproxima do suingue do pai.
    Bem PESADO!

    Bless ya

    Beijos.

    maio 11, 2010 às 13:26

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s