Blog de informações sobre hip hop, rap brasileiro e cultura de rua

Nel Sentimentum – Sentimentumlogia (2008)

Nel Sentimentum (Imagem retirada do Flick Upgroundbeats)

Nel Sentimentum (Imagem retirada do Flick Upgroundbeats)

Aproveitando a vinda do emcee curitibano Nel Sentimentum para o Indie Hip Hop 2009, o Per Raps fechou uma parceria relâmpago com o excelente blog de resenhas Boom Bap, do jornalista carioca Felipe Schmidt, para publicar aqui sua resenha do disco “Sentimentumlogia”, lançado no final do ano passado.

Vale lembrar que os ingressos do Indie começaram a ser vendidos hoje (10), então é bom correr pra já garantir o seu e não correr o risco de ficar de fora. O preço dos ingressos e a programação você pode conferir direto no site do Sesc.

Confira:


Nel Sentimentum – Sentimentumlogia (2008)

Ao longo da vida do rap e das intermináveis e pretensiosas discussões sobre como se deve fazê-lo, um atributo sempre foi ressaltado em consenso: o sentimento. No Brasil, onde o gênero ainda não alcançou todas as suas possibilidades, tal característica é, mais do que bem-vinda para um artista, praticamente um pré-requisito para não desistir do sonho de viver de música. Então, nada mais justo do que se incorporar o sentimento, certo? E quando isto se torna tão imprescindível que vira até nome artístico? Este é o caso de Nel Sentimentum, um emcee e beatmaker de Curitiba, vivendo com seu sobrenome há quase dez anos dentro da cena.

SENTIMENTUMLOGIA-CAPA

Depois de tanta batalha, o cara lançou seu primeiro trabalho solo, o álbum “Sentimentumlogia”, no fim de 2008. Condene o injustificável atraso deste(s) blog(s) para falar sobre o disco, pois o registro faz parte da linha de frente da safra curitibana de raps. Combinando, como o próprio Nel diz, “rimas de verão com beats de inverno”, o emcee/produtor leva o ouvinte para uma viagem interessantíssima na mente de um jovem adulto nascido e criado numa das cidades mais importantes do país, e ainda assim fora do tradicional eixo Rio-São Paulo.

O resultado é um álbum com o qual todo e qualquer pessoa entre as duas e três décadas de vida pode se identificar facilmente. Musas inspiradoras que se tornam demônios depois de conquistadas, rolês pela noite curitibana, falsos amigos, questionamentos sobre o futuro; está tudo registrado nos versos de Nel de forma sincera e, claro, com muito sentimento, ainda que alguns destes temas já sejam recorrentes na cena alternativa brasileira. E há também outro ingrediente importante na lírica do emcee, como explicitado logo na introdução, “Sentimentulogia”: a positividade.

Esta abordagem positiva tem forte ligação com a produção do disco. A influência do jazz e da música brasileira é visível logo nas primeiras notas que são ouvidas. Nel dilui tais referências numa direção mais suave, tranquila, com bastante atenção aos detalhes, o que resulta num clima bem relaxante ao longo de todo o álbum. Este modus operandi poderia ser denominado como um jazz-rap da melhor qualidade, mas vai além, e talvez esta seja a contribuição mais importante de “Sentimentumlogia”: a presença maciça de samples nacionais na produção, manipulados de uma forma que se encaixam perfeitamente na proposta de sonoridade dos beats. Em vez do jazz-rap, um mpb-jazz-rap.

E é quando esta mistura está  em potência total que os destaques aparecem. “Feito músicas de Elis” é um ótimo storytelling, e conta como Nel encontrou aparentemente sua alma gêmea, para logo depois encontrar-se num dilema: ou a menina ou a música. A simples existência do disco já mostra a escolha do emcee. A forma como ele descreve a musa, o encontro entre ambos e os momentos bons e ruins do relacionamento é divertidíssima, apesar de alguns escorregões na escrita.  O beat, que combina acordes de violão a pianos discretos, é mais um ponto forte da faixa.

“Bóra pro role” é uma canção mais leve, uma narração descritiva da noite de Curitiba, sobre metais apropriadamente funkeados. “Pilantragem”, que trata de um tema presente em 11 de cada dez discos de rap do Brasil, chama a atenção justamente pela batida, com o violão novamente assumindo o comando e ditando o clima da música. Por fim, a contemplativa “O amanhã” é um momento de reflexão interessante, cheio de divagações, sobre um groove positivamente preguiçoso.

Com “Sentimentumlogia”, Nel prova mais uma vez a qualidade do rap feito, não só em Curitiba, mas no Brasil como um todo. Um trabalho de produção que não fica atrás de nenhum lançamento americano, com valorização da cultura nacional, o que é sempre muito bem-vindo. Mais um tempo maturando sua escrita, e o jovem curitibano tem tudo para tomar o país inteiro de assalto e ser um expoente da nova geração de emcees brasileiros. O sentimento, o mais importante, ele já tem.

Nel Sentimentum acabou de lançar um novo single, chamado M.C.E.E. e você ouve e lê tudo sobre a nova música no blog Boom Bap.

Mais em:
Myspace
Twitter

Anúncios

9 Respostas

  1. dinho

    o Nel é foda, mas o foda mesmo é saber que, se ele não estivesse na programação do Indie, com certeza não ia ter o trabalho sendo reconhecido aqui no blog.

    novembro 10, 2009 às 14:04

    • Valew geral que tem lido a resenha e apoiado meu trampo!! Graças a vcs isso tudo é possível.. sem demagogia!! Obrigado tbm ao pessoal do PerRaps e ao pessoal do BoomBap pelo spot.. sempre fortalecendo quem tá fazendo!! Se não rola mais matérias sobre grupos de Curitiba.. é pq não tem trampo na rua.. me digam… quantos cds PRENSADOS de artistas do rap de CWB existem????? Vamos trabalhar rapaziada!! Talentos não faltam.. falta é correria!! + POSITIVIDADE!!

      novembro 11, 2009 às 12:18

  2. thew

    bem dessa esse disco é muito bom mas se nao fosse plo indie..a é sobre o samples acho que o unico nacional é o sample do wando na pilantragem(se nao me engano) a de musica de elis é barry white.. ! bela resenha

    novembro 10, 2009 às 16:51

    • Daniel Cunha

      Então galera, só pra não passar batido, a resenha já estava pronta há um tempo, beeem antes de sair a programação do evento. Se vocês procurarem as outras matérias do site, verão que tem muita gente que ainda não passou pelo Indie, inclusive de Curitiba…

      Abs

      novembro 10, 2009 às 17:00

  3. To ligado que o Eixo Rio São Paulo acha que o Brasil é movido por eles. Eles são os melhores em tudo, eles mesmo arrotam amam falar isso. O Brasil é grande e todos estão trabalhando. Eu acompanho diversos sites ,blogs, entre outros meios eletrônicos e digo e repito,mas felizmente dentro do hip hop esta parada muda. Claro que esta diferença ainda existe, mas ao mesmo tempos basta procurar , temos vários lugares que mostram o hip hop fora do eixo do mal. E o Per raps é um deles. Existem várias matérias de outras cidades. O Per raps sempre coloca matérias de Curitiba. Talvez depois do Rio e Sampa é a cidade que mais tem matérias . Não foi por causa do Indie não.
    Curitiba mostrando trabalho e mostrando a cara.
    Sem mais no momento, diretamente da tailândia brasileira.

    novembro 11, 2009 às 01:12

  4. Positividade !!!! o show do japa vai ser foda no indie !!!!

    novembro 11, 2009 às 04:25

  5. Evelyn

    eae galera!!1

    Nel ta confirmado no Indie hein!!!

    Puts sera extouro, mais informaçoes so acessar o site do sesc que ja ta tudo la, inclusive os ingressos já estão a venda!!

    5 e 6 é noiz no Bang

    novembro 11, 2009 às 07:51

  6. thew

    longe de desmerecer o blog visito ele praticamente nos mesmos horariose curto pra caramba o conteudo disse isso pelo fato do disco estar a praticamente um ano na pista jáe pouco foi falado pelo conteudo do disco mas.. segue o baile!

    novembro 11, 2009 às 14:57

    • Salve, Thew!

      Fica como dica sua falarmos mais da cena de CWB. Se tiver dicas, manda pra gente! E que tal você um dia contar pra gente como é uma balada ai ou mandar umas fotos pra gente? O blog é colaborativo e todo material é válido!

      Fica na paz ae.

      novembro 11, 2009 às 20:53

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s