Blog de informações sobre hip hop, rap brasileiro e cultura de rua

Conheça Dago Donato – Parte II

Dago Donato

Dago Donato leva a música independente para outras mídias (Arquivo)

Você confere agora no Per Raps a segunda parte da entrevista com Dago Donato, o editor chefe do TramaVirtual. Aqui, um pouco mais sobre os programas TramaVirtual no Multishow e Radiola na TV Cultura, além de saber como foi transformar o quadro “12 horas no estúdio” para uma versão mais didática para a TV.

Televisão

Dago, que é adepto da internet e sabe bem aproveitar os seus benefícios, acredita que ainda existe uma distância muito grande entre o que rola na rede e o que a televisão tenta fazer juntando os dois mundos. “É lógico que não dá para você pegar um site e transpor pra TV e eu também não acredito muito nessa parada de ‘mande seu vídeo’, e não sei o quê. Eu acho que já é uma tentativa de um monte de gente que não é da internet, tentando incorporar essa interatividade, sabe? Ai, acho uma puta besteira isso!”

Um programa de TV já estava nos planos de Dago há tempos e, com a parceria com o Multishow, a realização foi possível. “O programa de TV era um sonho meu antigo, desde a época do Miranda. Hoje, a gente conseguiu algo com o Multishow. No começo, quem participou da criação foi eu, o João Marcelo (Bôscoli), o André (Szajman), que era presidente, e o Jeferson De, o diretor que ficou alguns meses, ajudou a formatar e depois saiu. Ele participou do começo, ele viu os primeiros enquanto a gente tava se encontrando”.

Mas adaptar um site e transformá-lo num programa de TV tem suas dificuldades e, às vezes, achar a fórmula certa para manter a identidade de ambos, leva tempo. “ Eu acho que o programa demorou mais ou menos um ano para se encontrar. Bom, o que a gente queria era levar pra TV aquilo que a gente estava vendo na rua e no site. Um monte de coisa legal que nem a MTV mostrava.”

Depois de um tempo no Multishow, a equipe estava produzindo o Radiola e Dago explica por que esse segundo programa foi para um canal aberto. “O Radiola é mais aberto. É um programa sobre música, e não sobre música independente. É um programa que tem, sei lá, um quadro que é o ‘Meu Instrumento’ ( é um músico mostrando o seu instrumento), ou o quadro “Fala” (que é alguém ligado à música falando sobre determinado assunto). Pode ser o (Fábio) Massari falando de festivais ou qualquer outro cara falando sobre qualquer outro assunto. Mas é isso: gente que importa falando algo sobre música”.

Outro destaque dessa conversa é o programa “12 Horas no Estúdio”. Dago explica de onde surgiu a idéia: “O 12 surgiu assim: ‘Meu a gente tem estúdio aqui, vamos usar!’ Aí a gente teve essa idéia de corrida contra o relógio. Funcionou, foi legal e as bandas saem com a música pronta”. E o espaço do 12 Horas é disputadíssimo. “A gente recebe muito material. Muita gente liga e manda e-mail. O Ed Motta já falou que quer fazer. Eu acho legal ver os figurões na concentração. Pode dar uma coisa legal.”

O programa do site virou um quadro do Radiola na TV Cultura e recebeu algumas adaptações. “A gente adaptou esse quadro, demos uma aperfeiçoada pro Radiola, e é uma parada que já está rolando. São 10 horas mas a gente deu uma adaptada para o público entender melhor o quadro. Porque o público da TV aberta não está tão ligado em como é um processo de gravação”.

Hip Hop

Dago enxerga a música de uma maneira diferente e, apesar de não ser um membro atuante do Hip Hop, ele acompanha a evolução desde muito novo. “Eu sempre fui fã, desde moleque quando eu andava de skate. Tinha 11 anos e ouvi na 89 FM, quando lançou o Cultura de Rua, uma entrevista com o Thaíde. E aí eu falei: ‘Isso é legal!’, e gravei o programa inteiro. Depois descobri Public Enemy, virou meu disco de cabeceira. Disco de cabeceira? Existe isso? (risos)”

“Então eu sempre acompanhei. Houve uma época que eu morei nos Estados Unidos, na Califórnia, cara, era 93 e tipo, muita coisa rolando. Eu sempre acompanhei rap, nunca foi um gênero estranho pra mim, saca? Mas eu sempre acompanhei como acompanho os outros estilos. O fato de eu andar de skate na época contribuiu, sempre chegava alguém com uma parada nova.”

Dago Vinil

Dago Dontato (Arquivo/Facebook)

O Dj Dago

A versatilidade musical de Dago resultou numa das discotecagens mais completas das noites paulistanas “Minha discotecagem também, sempre foi isso: sem fronteiras! O lance de música eletrônica nova, sempre teve a parada mais do rock e sempre teve o hip hop underground e o hip hop old school que eu me inspiro. Sempre foi um lance de juntar, mas muita gente não entendeu isso e, sinceramente, eu espero que nunca entenda. E estamos aqui! A festa (Peligro) já tem quatro anos e toda sexta tem mais de 200 pessoas. As vezes a pessoa pode não se interessar pelo show, as vezes não se interessa pela discotacagem também. Fazer o quê? (risos) Mas vem!”

Quando perguntamos sobre os caminhos da música independente, Dago é enfático. “É uma parada complicada. O que acontece é a época. A internet acaba fazendo com que mais pessoas se interessem por música diferente. O povo tem mais acesso e todo mundo pode achar coisas novas. Não existe mais a ditadura do fulano do programa de TV ou da rádio. Mas é lógico que isso só serve pro público interessado em música.”

Para Dago, há pessoas que são interessadas em ouvir música e outras que ouvem aquilo que aparece. Tem gente que se contenta com o som que o amigo mostrou, ouve apenas o que está tocando no rádio ou aquilo que tocou na formatura. “Só acho que quem é interessado em música, tem muito acesso e está muito mais fácil, isso melhora a coisa”, finaliza.

Esse foi Dago Donato, editor chefe do Tramavirtual e sua música livre de rótulos.

Mais em http://bimahead.blogspot.com

Festa Peligro @ Neu Club
Rua Dona Germaine Burchard, 421 – Água Branca
Sextas, a partir das 23h
listaneu@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s