Blog de informações sobre hip hop, rap brasileiro e cultura de rua

Lei Cidade Cinza + Festas

Arte de Eduardo Kobra na Av. 23 de Maio "antes"

Arte de Eduardo Kobra na Av. 23 de Maio "antes"

Lei Cidade Cinza – por Nathália Leme

Há tempos São Paulo está cinza. Cinza dos longos quilômetros de asfalto, cinza da poluição e cinza de muros. A Lei Cidade Limpa, deixou São Paulo visualmente menos poluída, mas também menos artística com a extinção de muitos grafites por ai.

Apelidada pelos grafiteiros de “Cidade Cinza”, a lei apagou sem critério os grafites que até então coloriam e levavam arte para o cotidiano da maioria das pessoas que não têm o hábito de freqüentar as galerias ou exposições de arte.

Se fora do país essa manifestação urbana tem alcançado visibilidade, no Brasil as coisas andam em marcha reduzida. Há quatro anos foi instituída a data 27 de março como o “Dia do Grafite em São Paulo, homenagem ao aniversário de morte do artista Alex Vallauri – um dos pioneiros do gênero no país.

Arte de Eduardo Kobra na Av. 23 de Maio "depois"

Arte de Eduardo Kobra na Av. 23 de Maio "depois"

Mas, por conta da Lei a prefeitura retirou o Dia do Grafite do calendário de datas e eventos comemorativos da cidade. Dessa forma a prefeitura se desobrigou a apoiar iniciativas e abriu uma brecha para criminalização do graffite.

A prova disso é que o ano de 2008 foi pixado (assim, com X como os pichadores gostam) na história da arte urbana, muitas manifestações aconteceram não só em decorrência da lei mas também entre o caos que se tornou a discussão sobre o que é pixo, o que é grafite, o que é arte, o que é crime e aí por diante.

Na contramão desse caos, ou nem tanto, existem grupos grafiteiras e pixadoras que não têm medo desse universo, aparentemente masculino, e encaram os muros.

Aproveitando o mês das mulheres e porque não o mês do graffite, o Per Raps apresenta uma entrevista com essas mulheres na semana que vem. Fica ligado!

flora-quarteirao

Festa Quarteirão
Show com a MC Flora Matos e discotecagem com os Dj’s Marco (Céu) e FZero.

Valores
Homem: R$ 25,00 de entrada ou R$ 50,00 de cons.
Na lista: R$ 20,00 de entrada ou opção por R$ 40,0 de cons.
Mulher: R$ 20,00 entrada ou opção por R$ 40,00 de consumação.
Na lista: R$ 15,00 de entrada ou opção por R$ 30 de consumação.

Nome na lista de desconto: quarteirao2009@gmail.com

Jive Club
Rua Alameda Barros, N°:376 – Bairro Higienópolis – São Paulo/ SP
Próximo ao Metrô Marechal Deodoro.

guetoteca_girls-in-da-house_11-3

Guetoteca * Girls in da House!
Drops Bar – 11/3 – a partir das 21h

Para comemorar o Dia da Mulher, a Dj Mayra Maldjian recebe um time seleto para comandar os toca-discos de sua Guetoteca: as DJs Lisa Bueno (E-Djs/ Liquid) e Vivian Marques (Pegada Preta/ Audição Cultural) se revezam nos picapes com o melhor do rap, r&b, funk, soul, jazz e acid jazz.

Nessa edição especial, a festa recebe o projeto SETEIOITO de dança (Natasha, Isis, Jéssica e Luciana).

Guetoteca @ Drops Bar
Rua dos Ingleses, 182 – Bela Vista
(travessa da Brig. Luis Antonio; próximo ao metrô Brigadeiro)
Quando: quarta-feira, 11/3, 21h
Preço: R$ 15 na porta, R$ 10 com nome na lista
Lista: guetoteca@gmail.com

Anúncios

Uma resposta

  1. Ogi

    Viva a Pixação!!!!!!

    março 12, 2009 às 16:11

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s